INSTITUCIONAL

Fundada em 09 de Março de 1998 pelo Apóstolo Valdemiro Santiago, a Igreja Mundial do Poder de Deus conta com cerca de 4500 templos divididos entre Brasil e demais países do mundo. Milhões de vidas são alcançadas para Deus diariamente pelo trabalho realizado pelo ministério, que prega a Salvação através da fé em Jesus Cristo, na qual se cumpre a promessa ao Servo do Senhor,           Apóstolo Valdemiro Santiago, sobre falar do amor de Deus para multidões. No que cremos? Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra (II Timóteo 3: 16 - 17).

A Igreja Mundial acredita no Deus Pai, no Filho Jesus Cristo e no Espírito Santo, propagando-os através do mandamento de Cristo: ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado, será salvo; mas quem não crer, será condenado. E estes sinais seguirão aos que crerem: em meu nome, expulsarão os demônios, falarão novas línguas; Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão. (Marcos 16: 15 - 18). Com esse propósito, a Igreja Mundial do Poder de Deus tem trabalhado em prol de alcançar vidas, indiferente de fronteiras e estados, para anunciar o evangelho, que significa boas novas. Segundo a Palavra de Deus, a bíblia, o ser humano foi criado para Adorar e Servir a Deus, desde o Jardim do Éden e sua conexão foi perdida pelo pecado. Entretanto, Deus, em sua infinita misericórdia e na maior prova de amor existente, enviou Seu Único Filho em sacrifício para redimir a humanidade e nos religar novamente com Ele. Jesus sofreu por nossos pecados, foi morto e sepultado. Ao terceiro dia, ressuscitou e, através desse martírio, nos propiciou a Salvação a todo aquele que Nele quer. Ele é o único mediador entre nós e Deus e, ao subir aos céus, nos prometeu a presença que se cumpre no Espírito Santo, que habita dentro de nossos corações. Através do Espírito Santo de Deus, somos convencidos de nossos pecados e, pelo arrependimento e reconhecimento de Jesus Cristo como único e suficiente salvador, perdoados. Confessar a Jesus Cristo como Filho de Deus e O aceitar como Salvador é o primeiro passo. Como ordenado, a Igreja Mundial do Poder de Deus realiza o batismo nas águas, para cumprimento da Palavra. Igualmente, a Igreja Mundial do Poder de Deus preserva o ideal de que os sinais seguirão aos que crerem. Uma das principais preocupações do Ministério é mostrar a presença de Jesus Cristo como vivo e presente, na manifestação de milagres como os citados nos versículos de Marcos 16. Há um encorajamento para que todo milagre seja testificado, de modo a engrandecer ao nome de Deus e mostrar a todos o que Deus, através da fé, realiza em favor de nossas vidas, indiferente de religião. Esta é a resposta direto de onde nossa fé é baseada e também é fundamentada pela bíblia e seus fatores, a justificação; temos crido em Cristo Jesus para sermos justificados pela fé em Cristo, e não por obras da lei, pois por obras da lei nenhuma carne será justificada. - Gálatas 2: 16. A mais importante cerimônia da Igreja Mundial do Poder de Deus é a Santa Ceia do Senhor, a qual simboliza o sacrifício de Jesus Cristo, para a participação do Corpo e do Sangue do Senhor, como ensinado a nós. E, chegada a hora, pôs-se à mesa, e com ele os doze apóstolos. E disse-lhes: Desejei muito comer convosco esta páscoa, antes que padeça; Porque vos digo que não a comerei mais até que ela se cumpra no reino de Deus. E, tomando o cálice, e havendo dado graças, disse: Tomai-o, e reparti-o entre vós; Porque vos digo que já não beberei do fruto da vide, até que venha o reino de Deus. E, tomando o pão, e havendo dado graças, partiu-o, e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que por vós é dado; fazei isto em memória de mim. Semelhantemente, tomou o cálice, depois da ceia, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue, que é derramado por vós. (Lucas 22: 14 - 20).